30 abril, 2015

Por um lado

Compartilhe!

por Máucio

– O que você acha da situação?
– Por um lado acho que está bem, mas por outro creio que deveria ser muito diferente.
– Sim, mas o que vamos fazer?
– Por um lado acredito que deveríamos interferir de imediato, por outro acho melhor não mexermos em nada neste momento.
– E quando saberemos a hora certa de tomarmos uma posição a respeito?
– É que, por um lado julgo que deveríamos agir de modo paulatino, gradativamente, mas por outro talvez seja melhor atacarmos em bloco e com precisão cirúrgica.
– Você acha que esta situação poderá se acentuar nos próximos meses?
– Por um lado penso que não tem como piorar, mas por outro algo me diz que estamos só no começo deste processo.
– E qual a origem desse problema?
– Olha, por um lado suponho que seja uma disfunção conjuntural, sistêmica, por outro vejo que há aspectos pontuais que ocasionam este estado de coisas.
– Qual é a questão sistêmica?
– Por um lado verifica-se que é um fundamento histórico que se enraizou aqui, por outro se observa que há variáveis muito recentes deflagradoras dessas circunstâncias.
– Que causas pontuais e novas seriam estas?
– Por um lado me parece ser de motivação passional, mas por outro se constata falta de capacidade e habilidade dos agentes.
– Como passional?
– Há situações que se explicam, por um lado, pela falta de entusiasmo recorrente, falta de paixão dos envolvidos, por outro vejo que alguns têm boa vontade, mas isso não é suficiente.
– Você acha que substituindo algumas pessoas o negócio engrena?
– Por um lado sim, por outro não.
– Por que lado sim?
– Ora, tô dizendo que pode melhorar por um lado, mas por outro não.
– Que lado sim e não?
– Eu explico. Por um lado a mudança pode dar bons frutos, mas por outro toda a modificação tem risco.
– Com as transformações o negócio pode continuar na mesma?
– Por um lado sim, por outro não.
– Você sempre responde a tudo por dois lados?
– É que, por um lado todas as coisas têm dois lados e pelo outro também.
Sendo assim, cada um dos lados possui também outros dois lados, então só ai já temos quatro lados. Como cada novo lado sempre vai gerar mais dois lados logo teremos oito lados e assim sucessivamente.
Entendeu?
– Por lado sim, por outro não…

Pintou um clima
Presunto ou Mortadela?